%TEMPO%
Curta no Facebook:
Colunistas
Coluna
Nossa relação compulsiva com o mundo virtual
O filme Entre Abelhas fala de um homem que acaba de se divorciar,sua vida fica um caos...
06/05/2015

O filme Entre Abelhas fala de um homem que acaba de se divorciar,sua vida fica um caos, ele começa aos poucos a não ver mais as pessoas elas vão sumindo, estão do seu lado mas ele não as vê.

Me fez refletir sobre a solidão,  onde estamos buscando externamente o que não entramos em contato internamente , o mundo esta loucamente globalizado estamos cercados de informações, aplicativos,jogos,salas de bate-papo etc,etc,etc, tudo isso é muito bom, se soubermos utilizar com equilíbrio e com senso.

A frase “Nenhum homem é uma ilha “ é nossa verdade absoluta a vida humana é estabelecida pelo convívio entre pessoas.A partir dessa convivência social é que o individuo se descobre  se realiza e se desenvolve na moral e na ética , se posicionando no dia a dia com as pessoas, sua personalidade, como reagi e se realiza na vida, porem o que é valor para um ,pode não ser para o outro .

Nos últimos anos a internet ou as redes mundiais de computadores

aproximam cada vez mais os indivíduos, gerando assim novas formas de relações na sociedade, podemos interagir e saber de uma informação do outro lado do mundo, rompemos as barreiras geográficas o tempo e o limite já não é mais um problema.

Tudo isso é muito bom e importante, porem o que observo na vida pratica é a criança não indo jogar bola ou brincar de boneca porque prefere o jogo ou ficar no aplicativo, o adolescente criando seu mundo proprio,o adulto com medo de se relacionar na vida real,  o que as pesquisas apontam é que na sua grande maioria as pessoas não passam um grande período na internet para pesquisas, estudos ou leitura, a busca é por salas de bate papo, jogos,aplicativos e outros, sempre com o objetivo de sair da sua rotina ou realidade, existe um vazio, uma dependência ou uma compulsão virtual , psicologicamente uma negação em se conhecer e descobrir suas verdades internas .

Segundo “Rousseau” o homem nasce livre mas se encontra aprisionado não pode expressar seus desejos,suas fantasias, suas angustias,seus medos  restando-lhe dois caminhos (uma forma de extravasar tudo o que senti  e outro adoce fisicamente e emocionalmente ).

É importante reforçar que a comunicação virtual não substitui o contato real o olho no olho, o abraço gostoso,a expressão facial,o tom de voz, precisamos ficar atentos para encontrar em cada um de nos o caminho do meio, entre a presença e a ausência, estar no aqui e agora com a mente e o corpo presente .

Últimas Postagens
Guia Comercial
Selecione abaixo e encontre tudo o que precisar:
Colunistas
  • Maurício Mellone
    Jornalista formado pela PUC-SP, tem mais de 30 anos de experiência e já atuou em revistas, jornais, TV, rádio e assessoria de imprensa. Hoje é ...
  • Claudia Hallgren
    Psicóloga, sexóloga, Instrutora de Yoga e palestrante atualmente desenvolve o projeto Dança terapia e atendimentos clínicos em Cpo Lpo Pta e ...
  • Alexandre Roccar
    Assessor de imprensa há 15 anos, formado em Marketing, especializado em Marketing Político, Coordenador de várias campanhas eleitorais. Autor dos ...
  • Luiz Carlos Zeferino
    Designer, Ilustrador e Empreendedor . Cursou Publicidade e Games na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atualmente é ...
  • João Justino
    João Justino Leite Filho: Diretor/Ator; Escritor da Editora IBEP-Nacional desde 1986; Autor da música "Canto de Amor", editada no livro didático ...
  • Jennifer Oliveira
    Curiosa no campo de gastronomia, seguindo criando e reinventando receitas. Apaixonada por tudo que remete ao mundo culinário. Desta paixão surgiu o ...
Atendimento
  • Segunda a Sexta de 09:00 as 18:00hs
  • Telefone: (11) 4812 - 3768
  • E-mail: info@campolimponet.com.br
  • Skype:
Redes Sociais
  • Siga-nos e compartilhe