%TEMPO%
Curta no Facebook:
Colunistas
Coluna
Comeback- um matador nunca se aposenta: ótima atuação de Nelson Xavier
Em seu último trabalho, ator que faleceu em maio aos 75 anos dá vida a um matador aposentado que resolve voltar à ativa. Primeiro longa-metragem de Erico Rassi premiado no Festival de Lisboa/Portugal
08/06/2017

Fotos: divulgação

Falecido em maio de 2017aos 75 anos, Nelson Xavier em seu último trabalho, o longa-metragem de estreia de Erico Rassi, Comeback- um matador nunca se aposenta, comove na pele de Amador, um matador de aluguel que vive dos louros do passado. Com problemas de visão e com sua arma de estimação bem desgastada, Amador hoje vive negociando máquinas caça-níqueis pelos bares da periferia de Goiânia. Mas um dia o neto de um velho companheiro, vivido por Marcos de Andrade, o procura para aprender os segredos da profissão. Amador, homem de poucas palavras, aceita o desafio e passa a ensinar o rapaz por meio dos recortes sobre seus feitos do passado. Mas como diz o subtítulo do filme, um matador nunca se aposenta e Amador volta à antiga profissão.

Premiado como melhor ator do Festival do Rio/2016, Nelson Xavier prende a atenção do espectador somente som seu olhar: seu matador é um homem circunspecto, monossilábico e de atitudes firmes. A trama inicia com Amador calado no fundo de um bar da periferia da capital goiana; ele parece totalmente absorto naquele fim de mundo. Com a chegada do neto de seu amigo, ele concorda em ensiná-lo com a condição de que os treinamentos sejam somente quando ele quiser; o rapaz passa a ser seu ajudante na venda das máquinas de caça-níqueis. O velho matador é procurado também por três homens que desejam que ele dê consultoria num filme policial. No entanto, eles chegam a duvidar que Amador tenha sido um temível matador, mas ele guarda como um tesouro um livro com recortes de jornais que relatam as chacinas e matanças ocorridas na região anos atrás (em nenhuma delas h&a acute; referência ao autor dos crimes). Com este novo contato com o mundo do crime, Amador realimenta a vontade de voltar à ativa e em pouco tempo ele pratica sangrentas chacinas.

O enredo se perde um pouco no final — a volta do matador fica sem uma justificativa plausível —, mas a grande atração do filme é sem dúvida a atuação do veterano ator, que de forma concisa, com poucos diálogos e o olhar penetrante transmite todo o universo interior de um matador sanguinário. Destaque também para a participação dos veteranos atores Everaldo Pontes e Gê Martu, além de Eucir de Souza como um dos homens que duvidam da história de crimes de Amador.

 

Acesse meu blog: www.favodomellone.com.br

Últimas Postagens
Guia Comercial
Selecione abaixo e encontre tudo o que precisar:
Colunistas
  • Alexandre Roccar
    Assessor de imprensa há 15 anos, formado em Marketing, especializado em Marketing Político, Coordenador de várias campanhas eleitorais. Autor dos ...
  • Jennifer Oliveira
    Curiosa no campo de gastronomia, seguindo criando e reinventando receitas. Apaixonada por tudo que remete ao mundo culinário. Desta paixão surgiu o ...
  • Luiz Carlos Zeferino
    Designer, Ilustrador e Empreendedor . Cursou Publicidade e Games na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atualmente é ...
  • Claudia Hallgren
    Psicóloga, sexóloga, Instrutora de Yoga e palestrante atualmente desenvolve o projeto Dança terapia e atendimentos clínicos em Cpo Lpo Pta e ...
  • Maurício Mellone
    Jornalista formado pela PUC-SP, tem mais de 30 anos de experiência e já atuou em revistas, jornais, TV, rádio e assessoria de imprensa. Hoje é ...
  • João Justino
    João Justino Leite Filho: Diretor/Ator; Escritor da Editora IBEP-Nacional desde 1986; Autor da música "Canto de Amor", editada no livro didático ...
Atendimento
  • Segunda a Sexta de 09:00 as 18:00hs
  • Telefone: (11) 4812 - 3768
  • E-mail: info@campolimponet.com.br
  • Skype:
Redes Sociais
  • Siga-nos e compartilhe