%TEMPO%
Curta no Facebook:
Colunistas
Coluna
As duas Irenes: filme de estreia de Fabio Meira é premiado em Gramado
Além de ator coadjuvante para Marco Ricca, roteiro e direção de arte, o filme foi escolhido do pelo júri da crítica. Trama traz o ponto de vista de uma adolescente que descobre a outra família do pai
03/10/2017

FOTO: Divulgação

Além de Como nossos pais que faturou 6 Kikitos, o filme de estreia de Fabio Meira, As duas Irenes, também saiu do 45º Festival de Cinema de Gramado, ocorrido em agosto último, com vários prêmios: ator coadjuvante para Marco Ricca, roteiro para Fabio Meira e direção de arte para Fernanda Carlucci, além de ter sido escolhido pelo júri da crítica como o melhor filme do festival.

Contando com as atrizes estreantes Priscila Bittencourt e Isabela Torres, a trama é desenvolvida a partir do olhar de uma adolescente de 13 anos. Irene (Priscila) é a filha do meio de Tonico (Ricca) e Mirinha (Susana Ribeiro) e sente-se preterida, já que a irmã mais velha está prestes a participar do baile de debutantes e a caçula só recebe mimos de todos. Deslocada em casa, Irene vive retraída e num de seus passeios à cidade vizinha descobre que Tonico tem outra família e, pior, que sua meia irmã não só também tem 13 anos como se chama Irene (Isabela). Ela resolve investigar e se torna grande amiga da irmã-xará.

Sem uma referência específica de época (pode ser no final dos anos 1960 ou na década de 1970), a história acontece numa cidadezinha do interior do país. Tonico viaja com seu caminhão fazendo entregas, o que facilita a vida dupla que leva; com Mirinha, a esposa oficial, mantém uma estrutura de classe média mais abastada. Já com Neuza, interpretada por Inês Peixoto, a situação é bem menos favorecida, a mulher sustenta a casa com suas costuras e vive à espera do amante e pai de sua filha. Depois de desvendar o mistério de Tonico, Irene procura Neuza com a desculpa 
de que precisa de um vestido para o baile da irmã e se apresenta como Madalena, nome da empregada de sua família, vivida por Teuda Bara. No dia de tirar suas medidas, Irene é apresentada à xará e a partir de então as duas passam a se ver diariamente. Se Irene de Mirinha é retraída e seu corpo está em formação, a filha de Neuza é desenvolta, alegre e com as formas e a libido da puberdade. O entrosamento entre elas é rico e dinâmico. Os passeios de bicicleta das meninas, o banho na cachoeira e as sessões de cinema onde acontecem os primeiros namoricos fortalecem a relação das duas Irenes. 

O roteiro, também assinado por Meira, toca em questões sérias como a dificuldade de se conviver com o machismo nas pequenas cidades, a possibilidade de se manter duas famílias que moram tão perto e a manutenção da hipocrisia nas relações familiares. Mas como a trama é conduzida por uma garota de apenas 13 anos, as situações são apresentadas, mas não discutidas em profundidade. O desfecho da narrativa é surpreendente. Destaque para a interpretação das duas atrizes estreantes, a composição de Teuda Bara para a amável empregada (que tem verdadeiro carinho de mãe por Irene) e a atuação de Marco Ricca, que dá vida a um personagem cheio de mistérios e nuances muito bem defendidos pelo ator.

 

Acesse meu blog: www.favodomellone.com.br

 

Últimas Postagens
Guia Comercial
Selecione abaixo e encontre tudo o que precisar:
Colunistas
  • Maurício Mellone
    Jornalista formado pela PUC-SP, tem mais de 30 anos de experiência e já atuou em revistas, jornais, TV, rádio e assessoria de imprensa. Hoje é ...
  • Alexandre Roccar
    Assessor de imprensa há 15 anos, formado em Marketing, especializado em Marketing Político, Coordenador de várias campanhas eleitorais. Autor dos ...
  • Luiz Carlos Zeferino
    Designer, Ilustrador e Empreendedor . Cursou Publicidade e Games na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atualmente é ...
  • João Justino
    João Justino Leite Filho: Diretor/Ator; Escritor da Editora IBEP-Nacional desde 1986; Autor da música "Canto de Amor", editada no livro didático ...
  • Claudia Hallgren
    Psicóloga, sexóloga, Instrutora de Yoga e palestrante atualmente desenvolve o projeto Dança terapia e atendimentos clínicos em Cpo Lpo Pta e ...
  • Jennifer Oliveira
    Curiosa no campo de gastronomia, seguindo criando e reinventando receitas. Apaixonada por tudo que remete ao mundo culinário. Desta paixão surgiu o ...
Atendimento
  • Segunda a Sexta de 09:00 as 18:00hs
  • Telefone: (11) 4812 - 3768
  • E-mail: info@campolimponet.com.br
  • Skype:
Redes Sociais
  • Siga-nos e compartilhe