%TEMPO%
Curta no Facebook:
Noticias
Notícia
Saúde abre Centro de Nefrologia e CAPS; em breve, será instalada a Clínica da Mulher
“Acho que sou abençoado por Deus. Só com a ajuda divina para enfrentar tantos problemas e desafios”...
20/02/2016

“Acho que sou abençoado por Deus. Só com a ajuda divina para enfrentar tantos problemas e desafios”. A afirmação foi feita pelo prefeito José Roberto de Assis, ao lado da primeira-dama, professora Cathy Buckvieser, na solenidade de inauguração do Centro de Nefrologia “Dra. Débora Paula de Castro”, na manhã de sábado, 13. Em seu pronunciamento (veja a íntegra, abaixo), o chefe do Executivo fez um breve relato das dificuldades herdadas pela administração no setor de saúde pública e apontou os avanços registrados de 2013 para cá.

Além da unidade especializada, a Secretaria de Saúde entregou à comunidade o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), ambos instalados no antigo Hospital Nossa Senhora do Rosário. No mesmo prédio, cuja terceira ala encontra-se em reformas, funcionará, também, a Clínica de Saúde da Mulher.

Em seu discurso, o presidente da Câmara Municipal, José Riberto da Silva (PT), assinalou que “o prefeito José Roberto de Assis foi o que mais entregou obras à população, em todo o Aglomerado Urbano de Jundiaí”, mesmo com todas as dificuldades provocadas pelas crises política e econômica.

“De fato, somos abençoados e guiados por Deus”, disse o prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi, reconhecendo que o Centro de Nefrologia aliviará a dor e o sofrimento dos pacientes daquele município e os de Jarinu, até então obrigados a buscar tratamento em Campinas, São Paulo, Bragança Paulista e Jundiaí.

Por sua vez, o secretário de Saúde de Campo Limpo Paulista, João Buckvieser, fez um raio-x do setor de saúde local, detalhando os obstáculos encontrados e os avanços obtidos a partir do redirecionamento de ações. Destacou que, nessa empreitada, foi decisiva a contribuição do diretor Omacir Bresaneli e a retaguarda do prefeito José Roberto de Assis.

Um grande público e diversas autoridades, civis, miliares e religiosas, vereadores, secretários e diretores prestigiaram a cerimônia de inauguração, abrilhantada pelo Quinteto de Metais de Campo Limpo Paulista, sob a regência do maestro Ederlei Lirussi.

O ex-vereador Gevair Antônio Salgado, pai da médica nefrologista Débora Paula de Castro, patronesse do Centro de Nefrologia de Campo Limpo Paulista, foi homenageado pela primeira-dama, professora Cathy Buckvieser, recebendo uma placa de prata.

 

Unidade com 25 máquinas

 

O Centro de Nefrologia “Dra. Débora Paula de Castro” é resultado de uma Parceria Público-Privada (PPP), ou seja, a Prefeitura de Campo Limpo Paulista fez a concessão da primeira ala do prédio do antigo Hospital Nossa Senhora do Rosário à Clínica de Nefrologia Franco da Rocha (Clinefran), que assumiu a responsabilidade de promover as adaptações necessárias para a instalação dos equipamentos, e o Ministério da Saúde garante o repasse mensal de recursos para a cobertura dos custos do tratamento dos renais crônicos do município e da microrregião de Jundiaí.

O município presta homenagem à memória da médica Débora Paula de Castro, dando seu nome à instituição, pelo fato de a profissional, falecida precocemente, ter sido moradora de Campo Limpo Paulista, especializando-se em Nefrologia na Santa Casa de Misericórdia de Bragança Paulista.

 

O Centro de Nefrologia conta inicialmente 25 máquinas, dando cobertura aos pacientes de Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista e Jarinu. Foram gerados 30 empregos diretos.

 

E um detalhe relevante: apenas 350 dos 5.561 municípios brasileiros dispõem de centros de nefrologia, dando à cidade uma condição privilegiada para o atendimento do público-alvo.

 

Hoje, os pacientes são transportados para Jundiaí, Bragança Paulista e Campinas, sendo que muitos têm que acordar de madrugada, e cada procedimento dura em torno de quatro horas, causando extremo desconforto e desgaste, por viajarem por muito tempo.

Com a implantação do serviço em Campo Limpo Paulista, os usuários serão beneficiados com maior conforto e agilidade na assistência.

 

 

Inicialmente, as 25 máquinas de hemodiálise beneficiarão 49 pacientes de Campo Limpo Paulista, 55 de Várzea Paulista e outros 18, de Jarinu. Como todos os equipamentos garantirão a terapia substitutiva a 75 pessoas por dia, haverá um turno livre para mais 20 pacientes.

 

 

Saúde Mental

 

Já o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) será responsável por serviços de saúde mental que se destinam a prestar atendimento diário a pessoas com transtornos mentais severos e persistentes. Terá uma estrutura compatível com acolhimento e tem como objetivo realizar o acompanhamento clínico e a reinserção dos usuários tanto no ambiente de trabalho, lazer e exercícios de direitos civis quanto ajudar a fortalecer os laços familiares e comunitários, além de promover atividades específicas para cada doença em particular. É composto por uma equipe multiprofissional: psiquiatras, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais, aos quais se somam outros profissionais do campo da saúde.

 

 

Atenção à mulher

 

O prefeito José Roberto informa, ainda, que o prédio do antigo Hospital Nossa Senhora do Rosário passa por reformas para também abrigar a Clínica da Saúde da Mulher, devidamente equipado com aparelhos auxiliares para diagnóstico e terapia.

 

 

 

O pronunciamento do prefeito

Veja, aqui, na íntegra, o pronunciamento do prefeito José Roberto de Assis:

“Hoje é um dia especial para Campo Limpo Paulista. E como já disse em outras ocasiões, acho que sou um prefeito abençoado por Deus. Pois só com a ajuda divina para enfrentar tantos problemas e desafios.

Quando assumimos a administração, em 2013, o setor de saúde liderava o ranking de reclamações no município. A cidade vivia um verdadeiro caos.

O Hospital de Clínicas apresentava uma gestão precária, este prédio do antigo Hospital Nossa Senhora do Rosário estava abandonado e as Unidades de Saúde prestavam um atendimento deficitário à população.

Apenas para citar um exemplo: o município contava com apenas um aparelho para realizar eletrocardiograma de quase 80 mil pessoas.

Hoje, todas as Unidades Básicas de Saúde contam com um eletrocardiógrafo, poupando as pessoas de locomoções desnecessárias do seu bairro até o Posto de Atendimento Central, como era no passado.

Hoje, porém, a realidade é outra: recente pesquisa aponta que mais de 90% dos pacientes aprovam o atendimento prestado pelo Hospital de Clínicas, enquanto assistimos, no noticiário, o drama enfrentado pelos brasileiros, em diversas capitais, para receber um tratamento médico com dignidade.

Reformamos as Unidades de Saúde do Bairro Pau Arcado, do Distrito de Botujuru, Conjunto São José e Jardim Vera Regina, e brevemente vamos inaugurar a UBS do Jardim Europa.

Implantamos o Programa Saúde da Família em Botujuru e o Programa Melhor em Casa presta assistência a pacientes acamados ou com a mobilidade reduzida.

A Secretaria de Saúde modernizou o setor de fisioterapia e o transporte ambulatorial hoje é realizado com maior conforto para os pacientes.

E agora, mesmo num momento de crise econômica agravada por um cenário político conturbado, entregamos hoje à população de Campo Limpo Paulista o Centro de Nefrologia “Dra. Débora Paula de Castro” e o Centro de Atendimento Psicossial (CAPS).

Além desses dois novos equipamentos importantes para o setor de saúde pública, brevemente vamos inaugurar, na terceira ala desse prédio, a Clínica de Saúde da Mulher, com ultrassonografia, mamografia e uma equipe capacitada para prestar um bom atendimento à população feminina.

Também quero justificar a escolha do nome da doutora Débora Paula de Castro como patrona do Centro de Nefrologia.

Embora ela tenha nascido em Jundiaí, filha do casal Cacilda Reis e Gevair Antonio Salgado de Castro, a dra. Débora sempre morou em Campo Limpo Paulista, estudou na Escola Francisco Monlevade, no XV de Outubro e formou-se em Medicina em 1994, na Universidade São Francisco.

Sempre foi reconhecida por seus colegas de trabalho como uma profissional ativa e dedicada, sempre pronta para auxiliar o próximo e focada no melhor atendimento a seus pacientes. No terceiro ano de residência em Nefrologia, era médica na Santa Casa de Misericórdia de Bragança Paulista, onde veio a falecer.

Com certeza, a dra. Débora Paula de Castro ficaria feliz em saber que, com o Centro de Nefrologia, dezenas de pacientes e seus familiares passarão a ter, a partir de agora, maior conforto, comodidade e segurança para a realização do seu tratamento de saúde, pois não terão mais que enfrentar uma rotina cansativa de viagens para outras cidades.

Esse é o compromisso do Governo da Reconstrução: garantir uma saúde melhor e maior qualidade de vida para a população”.

 

Últimas Notícias
Guia Comercial
Selecione abaixo e encontre tudo o que precisar:
Colunistas
  • Maurício Mellone
    Jornalista formado pela PUC-SP, tem mais de 30 anos de experiência e já atuou em revistas, jornais, TV, rádio e assessoria de imprensa. Hoje é ...
  • Jennifer Oliveira
    Curiosa no campo de gastronomia, seguindo criando e reinventando receitas. Apaixonada por tudo que remete ao mundo culinário. Desta paixão surgiu o ...
  • Alexandre Roccar
    Assessor de imprensa há 15 anos, formado em Marketing, especializado em Marketing Político, Coordenador de várias campanhas eleitorais. Autor dos ...
  • Claudia Hallgren
    Psicóloga, sexóloga, Instrutora de Yoga e palestrante atualmente desenvolve o projeto Dança terapia e atendimentos clínicos em Cpo Lpo Pta e ...
  • João Justino
    João Justino Leite Filho: Diretor/Ator; Escritor da Editora IBEP-Nacional desde 1986; Autor da música "Canto de Amor", editada no livro didático ...
  • Luiz Carlos Zeferino
    Designer, Ilustrador e Empreendedor . Cursou Publicidade e Games na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atualmente é ...
Atendimento
  • Segunda a Sexta de 09:00 as 18:00hs
  • Telefone: (11) 4812 - 3768
  • E-mail: info@campolimponet.com.br
  • Skype:
Redes Sociais
  • Siga-nos e compartilhe